domingo, 3 de novembro de 2013

Rico e Joana Em o Pirulito Assassino


Páginas:332
Editora:Isis

Autor:Maria Isabel
Assunto:Suspense Policial
Ano: 2012
Nota:11111


Sinopse: Ronald Coquinho é um carismático e ingênuo empresário, dono da maior fábrica de rapaduras do estado do Será, que vive na pacata capital Quibeleza com a sua amada esposa Maroca, um casal de filhos e o seu fiel mordomo, Alberto. Porém, sua tranquila rotina de vida é interrompida quando um terrível assassinato ocorre em seu escritório. O perpicaz e encantador detetive Rico Dantas e o experiente delegado Freitas Júnior são chamados para resolver o difícil caso. Logo, os investigadores descobrem que o assassino usa um estranho disfarce de palhaço e uma atípica arma para eliminar arma para eliminar suas vítimas, um enorme e duro pirulito de rapadura. Em uma das visitas a casa de Ronald, o detetive Rico conhece a sua filha primogênita, a bela e destemida Joana que, apaixonada por aventuras policiais, se aproxima do detetive e passa a se envolver cada vez mais com as investigações sobre o caso do pirulito assassino.

Inicialmente, as pistas deixadas pelo palhaço criminosos revelam que o seu alvo principal é o empresário Ronald. Mas, o terror e o pânico se instalam na tranquila Quibeleza quando outros assassinatos vão ocorrendo consecutivamente e os moradores Quibelezenses são instigados pela mídia a acreditarem que qualquer um pode ser a próxima vítima do excêntrico assassino. Em uma bem costurada trama de muita ação, romance, suspense e humor, Rico e Joana se envolvem em diversas aventuras investigativas, juntamente com Melissa e Arnoldo, respectivamente, melhor amiga de Joana e seu admirador.
Com um enredo dinâmico, surpreendente e diálogos recheados de humor, o romance policial prende a atenção do leitor do início ao fim. Em um estilo próprio do narrador, as cenas inusitadas vão pouco a pouco desnudando a trama central ao longo de todo o romance. Quando então, nos capítulos finais, é revelada a verdadeira identidade do palhaço assassino e os motivos que o levaram a matar suas vítimas à pirulitadas, em um desfecho surpreendente que impressionará até o mais atento dos leitores.


Crítica:  Como vocês viram, a sinopse parece que já diz tudo a respeito da obra, mais uma grande história sempre ainda tem mais a se falar. Se realmente todos tivessem a chance de ler esse romance policial, com certeza que irá ser uma obra de grande sucesso da literatura Nacional.
Assim como a sinopse, minha crítica também é um pouco grande, mais não cansativa, pois é muito bom falar dessa obra, assim como foi bom lê-la.
O livro tem uma leitura prática e rápida, sem falar da história envolvente, quem pegar esse precioso livro para ler, não irá mais conseguir parar, e irá ficar super ansioso por uma continuação da dupla.
Romances policiais sempre me deixam mais curiosa que o costume. Pois fico aperriada para descobrir quem é o assassino e o motivo de cometer os crimes.
Rico e Joana é um livro excelente, é impossível você não se envolver com a história, mistério e personagens. E quando você menos espera, você chega ao fim e fica triste por não ter mais o que ler sobre a dupla. Mais também fica muito satisfeito com a rapidez e conteúdo na história.
Rico é um detetive que se mudou para Quibeleza recentemente. Além de ótimo detetive é fã de Sherlock Holmes. Esse detalhe já prendeu muito a minha atenção.
Joana é filha do dono da famosa fábrica de rapaduras da cidade de Quibeleza e estuda direito. Seu sonho é se aventurar investigando crimes.
A dupla se dedicam bastante no caso do "Pirulito Assassino" e fazem de tudo para desmascarar o assassino e salvar Ronald, que é o homem mais sortudo do mundo por ter enganado a morte tantas vezes.
Também encontramos no livro, aquele romance que deixa o livro engraçado e gostoso de ser lido. E aquele personagem chato que adora atrapalhar em todos os sentidos, mais que também é essencial na história para darmos boas gargalhadas.
As aventuras da dupla são demais, sem falar que Rico sempre tem uma piadinha na manga. Além de se aventurar, o leitor irá dar muita risada no meio de todo mistério envolvido na trama.
Os personagens que mais adorei foram Rico, Joana, Ronald e Arnoldo.
A leitura é maravilhosa, como sempre, apoio a literatura Nacional e fico cada vez mais encantada pela forma como nossos autores vem surpreendendo o leitor cada vez mais.
Eu recomendo a história de Rico e Joana.

Maria Izabel Gomes Silva nasceu na cidade de Campina Grande- PB. Morou em Cabedelo desde os 2 anos de idade e retornou para sua cidade natal para graduar-se em Farmácia pela Universidade Estadual da Paraíba, onde também fez habilitação em análises clínicas.
Atualmente é docente da Faculdade Grande Fortaleza e pesquisadora pós-doutoranda da Universidade Federal do Ceará, na cidade de Fortaleza, onde reside com seu esposo e filho. Possui vários trabalhos científicos (incluindo artigos e capítulo de livro) publicados em periódicos nacionais e internacionais. No entanto, escreve também sobre variados temas de ficção, incluindo os volumes da série policial "Rico e Joana".

3 comentários:

  1. Olá, Ingrid, querida! Sua resenha está maravilhosa!! Parabéns!!
    Fico muito feliz que tenha gostado da obra e se divertido com ela!!
    Parabéns pelo blog!
    Beijos! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada :3 é um prazer tê-la por aqui rs.

      Excluir
  2. Oi Flor!
    Estou lendo ele e muito curiosa para saber quem é o assassino! Gostando bastante!
    Parabéns pela resenha!
    Beijos
    Ps:Resenha: O Trio - Alane S. A. Brito
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/02/resenha-o-trio-alane-s-brito.html

    ResponderExcluir